5 dicas de como manusear o cimento corretamente na obra

O cimento é um material que, quando em contato constante com a pele pode provocar irritações e alergias. Por isso, recomenda-se que os profissionais tomem algumas medidas de segurança e proteção ao manusear o cimento.

Além da própria segurança, o manuseio correto é importante para garantir a manutenção da qualidade do cimento e o seu uso efetivo e seguro na construção. Será que você está tendo os cuidados corretos ao manusear o cimento na obra? Veja estas 5 dicas!

1. Sempre utilize equipamentos de segurança ao manusear o cimento

A primeira dica vale não apenas para o momento de manusear o cimento, mas para todas as etapas da obra. Utilizar equipamentos de segurança é indispensável para garantir que as atividades sejam conduzidas sem prejudicar a saúde do profissional. Evitar acidentes nas obras é dever de todos os envolvidos.

No que diz respeito ao cimento, os equipamentos recomendados são luvas, máscara e botas, além de uma vestimenta adequada que impeça o contato do cimento com pernas e braços.

2. Fique atento à limpeza e higiene

Manter o canteiro limpo e organizado e cuidar da higiene pessoal também é importante para a segurança dos trabalhadores e a qualidade da obra. O local utilizado para o preparo do cimento deve ser limpo diariamente e os resíduos recolhidos. Assim, o local estará apropriado para uso no dia seguinte.

Já conhece o guia pra otimização e gestão do canteiro de obras? Baixe agora mesmo e confira 10 dicas para deixar sua obra mais organizada e eficiente!

O ideal é que os funcionários tomem banho no próprio canteiro e removam qualquer resíduo de cimento antes de irem para a casa. As vestimentas utilizadas durante o manuseio do cimento devem ser lavadas separadamente das demais roupas.

3. Ao manusear o cimento, preste atenção à dosagem correta

Na hora de preparar o cimento ou fazer concreto, diferentes dosagens podem ser utilizadas dependendo das propriedades desejadas. Além do cimento, aditivos como brita, areia e materiais agregados também fazem parte da mistura e devem ser medidos corretamente.

Atente para a dosagem correta indicada pelo fabricante e pelo profissional que está comandando a obra e confira o tipo de cimento e a quantidade de água e aditivos que devem ser utilizados.

4. Aja imediatamente em caso de acidentes

De forma geral, manusear o cimento é uma atividade segura se forem tomadas as devidas medidas preventivas. Mesmo assim, ele não deve ser ingerido, o pó não deve ser inalado e o cimento não deve ter contato com os olhos e outras áreas sensíveis. O contato prolongado com a pele também pode provocar reações.

Por isso, caso uma dessas situações aconteça, aja imediatamente para controlar o problema. Se o cimento cair dentro das luvas ou botas, elas devem ser retiradas e limpas e a pele deve ser lavada imediatamente.

Ferimentos provenientes do contato com o cimento devem ser lavados e desinfetados. Se houver contato com os olhos ou boca, lave com água corrente abundante. Em caso de suspeitas de intoxicação ou em ocorrências mais graves, procure imediatamente um médico.

5. Armazene o cimento corretamente

O cimento é um material perecível e extremamente sensível à umidade e isso deve ser levado em conta na hora de fazer o seu armazenamento. As principais dicas quanto ao manuseio do cimento nesse sentido são:

  • Armazenar ao abrigo da chuva em local seco e arejado;
  • Utilizar paletes de madeira e lonas para evitar o contato direto do cimento com o solo;
  • Deixar uma distância entre os sacos de cimento e as paredes;
  • Empilhar no máximo 10 sacos de cimento;
  • Armazenar o material por no máximo 3 meses.

E se mesmo com todos esses cuidados ao armazenar e manusear o cimento ele ficar empedrado, ainda existem soluções. Entenda agora mesmo como aproveitar o cimento endurecido na obra!

Deixe um comentário